Resenha: Todo Dia - David Levithan

segunda-feira, março 03, 2014

Título: Todo Dia
Autor: David Levithan
Editora: Galera
Páginas: 277
Sinopse: Neste novo romance, David Levithan leva a criatividade a outro patamar. Seu protagonista, A, acorda todo dia em um corpo diferente. Não importa o lugar, o gênero ou a personalidade, A precisa se adaptar ao novo corpo, mesmo que só por um dia. Depois de 16 anos vivendo assim, A já aprendeu a seguir as próprias regras: nunca interferir, nem se envolver. Até que uma manhã acorda no corpo de Justin e conhece sua namorada, Rhiannon. A partir desse momento, todas as suas prioridades mudam, e, conforme se envolvem mais, lutando para se reencontrar a cada 24 horas, A e Rhiannon precisam questionar tudo em nome do amor.





Bom, para começar devo dizer que eu queria muuuito ler esse livro desde seu lançamento, por isso minhas expectativas sobre ele eram grandes. Ele não me surpreendeu, mas também não deixou a desejar.
Todo Dia é simplesmente incrível, mas tem defeitos? É claro que tem, todo livro tem.
O principal defeito dele pra mim foi a maneira como termina, meio "do nada", parece que bem quando a história vai começar a se desenvolver o livro acaba. Quando comprei fiquei sabendo que seria um livro único então quando terminei de lê-lo fiquei bem chateada com isso, mas agora ouvi boatos de que talvez saia uma continuação. Estou torcendo para que sim, porque o livro merece!
A ideia da história é muito original e o personagem principal "A" é simplesmente encantador! É incrível estar na mente dele, ver o mundo pelos seus olhos e compartilhar dos seus pensamentos e filosofias.

É só que, sei que parece um modo horrível de se viver, mas eu já vi muitas coisas. É muito difícil ter uma noção verdadeira do que é a vida quando se está em um único corpo. Você fica tão preso a quem você é. Mas quando quem você é muda todos os dias, você fica mais próximo da universalidade. Mesmo dos detalhes mais triviais. Você percebe que as cerejas têm gosto diferente para pessoas diferentes. Que o azul parece diferente. Você vê todos os estranhos rituais que os garotos têm para demonstrar afeição sem admitir. Você aprende que, se um dos pais lê para você no fim do dia, é sial de que é um bom pai, porque já viu muitos outros pais que não têm tempo para isso. Você aprende o verdadeiro valor de um dia, porque todos os dia são diferentes. 

Quanto a Rhiannon, bom ela para mim foi um personagem bastante neutro, não a odiei, mas também não a amei, embora já esperasse por isso. Em alguns momentos fiquei um pouco irritada com ela, porém sempre consegui entender o seu lado. O que realmente fez com que ela perdesse alguns pontos comigo foi a impressão que tive de que mesmo gostando do "A" ela não o amava da mesma forma que ele a ama, e como eu me apaixonei muito por ele fiquei com aquela ideia de "ele merecia algo melhor".
Mesmo assim os dois tem ótimos momentos juntos e gostei do fato de ela conseguir reconhece-lo em qualquer corpo apenas pelo seus olhos.

"Apaixonar-se por alguém não significa que você saiba como a pessoa se sente. Significa apenas que você sabe como você se sente."
Enfim, as considerações finais são que Todo Dia é um livro altamente recomendável, ele é incrível, com quotes maravilhosos e um personagem principal encantador capaz de te fazer ver tudo, inclusive a sua vida, de uma maneira diferente. Porém, seria um livro muito melhor se tivesse uma continuação, porque eu realmente acho que a história tem potencial para ser muito mais bem explorada.
E por fim, espero que leiam, espero que gostem e espero que também se apaixonem pelo "A".

Bjos

You Might Also Like

2 comentários

  1. Todo dia parece ser um livro realmente intrigante.. Toda essa situação de estar apaixonado, mas não poder manter-se no mesmo corpo, e se o personagem principal te agradou já é meio caminho andado para uma história boa. Gostaria muito de ler, por gostar muito de livros cheios de quotes reflexivos e inspiradores :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os quotes foram o que mais me fizeram ter vontade de ler, e o "A" é apaixonante, acho que tu ia gostar muito :3

      Excluir